Quem estuda pedagogia na América Latina e no Caribe?: tendencias e desafios no perfil do futuro docente

Accesible PDF image
Autor
Pérez-Nuñez, Graciela;
Gómez, Constanza;
Sánchez, María Jesús
Data
Dec 2022
A América Latina e o Caribe (ALC) enfrentam desafios significativos na oferta e qualidade da força de trabalho docente. Num contexto de necessidade de mais e melhores professores nas escolas, este estudo analisa o primeiro elo da carreira docente: os programas de formaço inicial docente (FID). Especificamente, so investigadas as características e tendncias de matrículas em programas FID em 16 países da ALC, entre os anos de 2015 e 2020. Nesses países, os programas FID representam 12,4% das matrículas no ensino superior (em países da OCDE 8%, e nos EUA menos de 1%). Esta participaço dos programas FID nas matrículas no ensino superior é menor nos países com maiores requisitos de credenciamento e entrada na carreira docente, e maior nos países com menor regulamentaço das carreiras FID. Em geral, a matrícula nos programas do FID é altamente feminizada (73% mulheres), e a representaço feminina diminui nas especialidades voltadas para graus superiores de ensino. Em comparaço com o restante das matrículas no ensino superior, os programas do FID concentram-se em maior proporço em entidades públicas. Enquanto isso, a oferta de programas de FID interculturais bilíngues é insuficiente em relaço à proporço da populaço autoidentificada como indígena e, em geral, so poucas as políticas que a promovem. Por fim, em comparaço com outras carreiras profissionais, estudantes matriculados nos programas do FID so em maior proporço mulheres, pertencentes a povos indígenas, de áreas rurais, de nível socioeconmico médio e médio-baixo e com desempenho acadmico inferior no ingresso. Os governos da regio enfrentam um dilema de políticas públicas de curto prazo: aumentar a quantidade, a qualidade e a relevncia dos futuros professores.